oleo de alho beneficios

Óleo de alho: Descubra os benefícios e como fazer em casa!

Para os adeptos da alimentação balanceada, os benefícios do alho não representam nada de surpreendente. O que, talvez, muita gente não sabe é que existe o óleo de alho. Esse óleo é uma novidade que vai trazer mais resultados a sua rotina saudável. Vamos falar tudo que você precisa saber sobre esse alimento, e aí, preparado?

Origem do alho

Antes de falarmos sobre o óleo extraído do alho, vamos falar sobre a história do alho. O alho é uma planta da espécie allium sativum e acredita-se que sua origem seja a Ásia, mais precisamente na área desértica da Sibéria.

Grupos asiáticos nômades levaram o alho para o Egito, daí foi para a Índia e depois para a Europa. As propriedades medicinais do alho é conhecida pelos egípcios desde 4500 a.C. Acredita-se que eram colocadas cabeças de alho nas tumbas dos faraós, porque o alimento estava associado a vida após a morte.

Benefícios do alho

Você pode até não gostar do gosto, mas, sabia que são inúmeras as propriedades nutricionais e medicinais do alho? E essas características vêm da substância alicina, o princípio ativo responsável pelo aroma e cheiro desse alimento. Para você ter uma ideia, o alho tem propriedade antioxidante, o que significa que ele faz uma verdadeira faxina no organismo, expulsando as toxinas.

O alho também é bom para combater sintomas de gripes e resfriados, porque fortalece o sistema imunológico.  Quem está com o colesterol alto encontra no alho uma poderosa arma contra esse mal. E para falar sobre os nutrientes do alho, nele encontramos fibras, vitaminas do complexo B, ferro, zinco, cálcio, potássio, entre outras vitaminas e minerais. Coma alho regularmente e proteja-se contra problemas nos ossos e músculos, anemia e prisão de ventre.

Óleo de alho

O óleo de alho é um suplemento alimentar e considerado um produto fitoterápico. Você não sabe o que é produto fitoterápico? Tudo bem, a gente explica! Segundo a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o produto tradicional fitoterápico é aquele feito exclusivamente com matéria-prima vegetal que pode ser usado para tratamentos de doenças que dispensam acompanhamento médico.

Para a ANVISA confirmar a segurança e autorizar a comercialização do produto tradicional fitoterápico ela estuda pesquisas dos últimos 30 anos sobre as plantas usadas. Por ser um produto fitoterápico, o óleo de alho não é submetido a testes da ANVISA, mas, ele tem uma bula para orientar o consumo. Essa bula explica a dosagem e como usar, porque os produtos naturais também têm riscos se consumidos errados.

Como é feito óleo?

O óleo de alho pode ser obtido pela destilação a vapor do alho fresco ou por meio de imersão do alho picado em óleo vegetal. O método de destilação a vapor resulta em um óleo de alho puro, com alta concentração de nutrientes e propriedades medicinais. Já o método de imersão é menos concentrado e, consequentemente, mais barato.

Existem também as cápsulas de óleo de alho, cuja composição é 1% de óleo de alho e 99% de alho vegetal. Essa versão é produzida pelo laboratório Promel e você pode comprar em lojas de produtos naturais e em sites.

óleo-de-alho-em-cápsulas
Um pote de óleo de alho em cápsulas.

E será que dá para fazer em casa? Sim! Mas, o óleo de alho caseiro não é tão puro, ainda assim tem suas qualidades e pode ser usado para temperar alimentos. O óleo feito em casa não pode ser aquecido, do contrário, ele perde suas propriedades, afirma a revista Food and Chemical Toxicology. Veja duas receitas de óleo de alho caseiro:

Receita 1

Ingredientes

  • 3 dentes de alho cru;
  • 1 copo de óleo vegetal (azeite, semente de uva, coco, entre outros).

Modo de preparo

Descasque o alho, coloque em um vidro escuro com o óleo e deixe descansar por 30 dias. Coe a mistura e armazene na geladeira.

Receita 2

  • 1 cabeça de alho maduro (meio amarelado);
  • ½ xícara de azeite extra virgem.

Modo de preparo

Descasque e pique o alho. Deixe-o descansar no azeite por dois dias. Transfira para uma garrafa de vidro e guarde na geladeira.

Indicações do óleo de alho

Depois de conhecer suas propriedades, temos certeza que você vai querer experimentar o produto. São várias as indicações e a gente vai apresentar 5 benefícios do óleo de alho:

  1. Faz bem ao coração

É o que afirma o American Journal of Nutrition. Segundo a publicação, o óleo de alho diminui o mau colesterol em quase 20% e ainda aumenta o bom colesterol. Se você usá-lo junto com óleo de peixe, os resultados são ainda mais satisfatórios. O óleo também ajuda a controlar diabetes, devido à presença de princípios ativos como alila e dissulfeto de dialilo que equilibram os níveis de insulina.

  1. Age no tratamento da caspa

A caspa é uma descamação do couro cabeludo causada por fungos, alergias a produtos capilares, problemas dermatológicos e fatores genéticos. O óleo de alho para tratamento da caspa funciona devido ao enxofre, composto que elimina substâncias nocivas do couro cabeludo. A presença das vitaminas B1, B6, C e C fortalecem a raiz do cabelo e combate a queda.

  1. Trata problemas de pele

Existem produtos cosméticos à base de óleo de alho, especialmente para combate da acne. O óleo também é bom para tratar micoses. Pergunte ao seu dermatologista o que ele acha de incorporar o óleo de alho ao tratamento.

  1. Age contra infecções

As propriedades antifúngicas e antibacterianas fazem desse óleo um poderoso agente no tratamento de infecções causadas por esses agentes. O composto alicina é o responsável por mandar essas infecções embora.

  1. Fortalece ossos e músculos

Porque o alho é rico em cálcio e potássio. Ele ajuda a evitar problemas ósseos e também é ótimo para acabar com as dores após exercícios intensos.

Efeitos colaterais

O óleo de alho pode provocar reações adversas como suor com cheiro de alho, azia, dor estomacal e até mesmo hemorragias. Sintomas alérgicos como coceira, inchaço facial e problemas na respiração também podem acontecer. Daí, a importância de seguir as recomendações do encarte que vem na embalagem do produto.

Outro alerta é que mesmo o óleo sendo um produto fitoterápico, ou seja, que pode ser usado sem acompanhamento médico, o produto deve ser consumido com orientação profissional em pessoas com problemas no fígado, diabéticas e vício em álcool. Esse cuidado é devido a presença de açúcar e álcool em algumas formulações.

E aí? O que você achou do óleo de alho? Conte para a gente e saiba mais sobre produtos naturais e alimentação!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *