L-Carnitina Probiotica

L-carnitina: para que serve, benefícios e como tomar

A L-carnitina é um tipo de suplemento que pode maximizar a perda de peso, porém, não consta na lista dos suplementos mais usados. A L-carnitina é capaz de proporcionar uma série de benefícios para o corpo humano.

Quer saber mais sobre essa substância e a melhor forma de tomar L-carnitina? Então leia esse artigo até o final.

O que é

Também chamada de Vitamina B11, carnitina e levocarnitina, a L-carnitina é um tipo de vitamina. Ela é sintetizada pelo fígado, rins e cérebro e pode ser encontrada em quase todas as células do organismo. Ela atua na geração de energia, a partir de ácidos graxos.

Produzida de maneira natural pelo organismo, a L-carnitina é uma substância sintetizada a partir da lisina, ajudando na conversão da gordura em energia. Dessa forma, reduz o peso corporal do indivíduo e aumenta os ganhos de massa muscular.

Há a possibilidade de adquirir L-carnitina através do consumo de carne vermelha e de soja, por exemplo. Porém, seria necessário um consumo elevado desses elementos para que os efeitos sejam sentidos de forma considerável. Sua ingestão na forma de suplemento intensifica a quantidade de energia gerada e utilizada pelos músculos, aprimorando a performance durante a atividade física. Assim, é bastante indicada para atletas.

Para que serve L-carnitina

A presença da L-carnitina em termogênicos e remédios emagrecedores mostra a sua atuação essencial no metabolismo das gorduras, transportando os ácidos graxos para as mitocôndrias. Dessa forma, a função primordial é garantir que a gordura seja transformada em energia disponível para o organismo, impulsionando o emagrecimento. Além disso, aumento da resistência muscular pode ser explicado pela economia aplicada as reservas de glicogênio muscular.

Também foi comprovado que o consumo de L-carnitina aumenta a produção de óxido nítrico (NO2), responsável pela elevação do fluxo sanguíneo por meio da vasodilatação. Essa elevação acarretará em uma maior oxigenação do sangue e, consequentemente, um maior fluxo de nutrientes para os músculos.

L-Carn Integralmédica 60 Cápsulas
L-Carn, um suplemento de L-carnitina produzido pela Integralmédica.

Benefícios

Depois do que foi apresentado no tópico anterior, é possível ter uma ideia dos benefícios decorrentes do consumo adequado da L-carnitina, os quais são:

  • Queima de gordura – Estimula a utilização da reserva de gordura como fonte de energia a ser utilizado pelo metabolismo.
  • Ganho de massa muscular – O consumo da L-carnitina proporciona uma maior força e resistência muscular. Essa funcionalidade possibilita a execução de treinos com uma maior intensidade e carga, levando ao ganho muscular.
  • Resistência cardiovascular – Essa resistência é resultado do uso da gordura como energia. Assim, essa queima se torna uma fonte energética para atividades de alta intensidade e duração.
  • Inibição da perda óssea – Com a elevação na produção de osteocalcina, o resultado são ossos mais fortes. Dessa forma, há a redução de perda de massa óssea.
  • Ação antioxidante – Por meio do combate aos radicais livre, consequência do consumo do suplemento.

Alimentos ricos em L-carnitina

Logo abaixo, fizemos uma lista com alguns alimentos que contém L-carnitina e a quantidade (em miligramas) encontrada neles:

113 gramas de bife cozido contêm de 56 a 162 mg
113 gramas de carne moída cozida contêm de 87 a 99 mg
1 xícara de leite contêm 8 mg
113 gramas de bacalhau cozido contêm de 4 a 7 mg
113 gramas de peito de frango cozido contêm de 3 a 5 mg
½ xícara de sorvete contêm 3 mg
56 gramas de queijo cheddar contém 2 gramas
2 fatias de pão integral contêm 0,2 mg
½ xícara de espargos cozidos contêm 0,1 mg
Ps.: vitamina B11 é o outro nome pela qual a L-carnitina também é chamada.

Fonte: NIH

Como você já deve ter notado, a carne vermelha é a maior fonte de L-carnitina. Outros tipos de alimentos não contêm quantidade significativas desse aminoácido.

Efeitos colaterais

Embora não se saiba de forma definitiva quais os efeitos colaterais da L-carnitina, a ingestão de quantidades acima do recomendado inclui relatos de náuseas, cólicas abdominais, diarreia e vômitos. Aqueles que possuem histórico de convulsões podem ter esse quadro acentuado. Além disso, a gordura pode não sofrer a transformação em energia resultante da oxidação, levando ao seu retorno sob a forma de triglicerídeos.

Pesquisas recentes apontam que o consumo excessivo de L-carnitina pode levar ao risco de entupimento das artérias, estando associado ao infarto. Os estudiosos explicam que a L-carnitina pode ser convertida em composto N-óxido de trimetilamina, facilitando a concentração de colesterol nas artérias.

Para o uso de quantidades normais não foram registrados efeitos adversos.

Doses e como tomar

Além da L-carnitina incorporada ao organismo por meio da alimentação, ainda há a possibilidade de completar a suplementação com uma dose diária de 3g. Alguns defendem que o consumo de apenas 1g já é capaz de proporcionar benefícios à saúde. Para uma melhor adaptação, o correto é começar a ingestão diária de 500mg de L-carnitina. Após isso, é possível ir aumentando a quantidade até chegar a dose máxima recomendada.

A L-carnitina precisa da insulina para que a absorção ocorra da melhor forma pelo organismo. Sugere-se, após a prática de exercícios físicos, o consumo da quantidade recomendada juntamente com 40g de carboidratos e 30g de proteína de rápida absorção.

Uma outra opção é a ingestão combinada com ômega 3, que pode ser encontrada principalmente em peixes, como a sardinha e o salmão.

Para aqueles que não desejam incluir o suplemento no pós-treino, é possível consumir em qualquer horário, desde que respeitada a inclusão do carboidrato.

Onde comprar e quanto custa

É possível encontrar suplementos de L-carnitina em diversas versões: em forma líquida, em cápsulas ou comprimidos e até em compostos resultantes da mistura do elemento com chá verde, por exemplo. Todas essas versões podem ser encontradas disponíveis lojas de suplementos esportivos ou em alguns sites destinados a venda desses produtos.

A venda de L-carnitina é permitida no Brasil pela Anvisa, e as marcas nacionais são reguladas par atender os requisitos exigidos para a comercialização da substância.

Para aqueles que pretendem comprar L-carnitina, essas são algumas marcas e preços disponíveis no mercado:

  •  L-carnitina, produzida e comercializada pela Growth Supplements. Disponível na forma de pó, com 200g (R$ 40,50) e em cápsulas, contendo 120 unidades (R$ 40,50).
  •  L-carn, produzida pela IntegralMédica e comercializada em diversas lojas. Vendido em embalagens contendo 60 cápsulas (R$ 69,95) e 120 cápsulas (R$ 114,95).
  •  L-carnitine, produzida e comercializada pela Probiótica. É encontrada em embalagens contendo 120 cápsulas, sendo o preço médio de R$ 120,00.
  •  Lipo 6 L-carnitine, produzida pela Nutrex (importada) e comercializada em diversas lojas. A embalagem com 60 cápsulas pode ser encontrada a R$ 79,90, enquanto 120 cápsulas são vendidas por um preço médio de R$ 130,00.
  •  L-carnitine, produzida pela Optimum Nutrition (importada) e comercializada em diversas lojas. É possível encontrar 60 tabletes sendo comercializados por preços que vão de R$ 119,00 até R$ 155,80.

Para que chegássemos a essas médias, pesquisamos em diversas lojas especializadas disponíveis na internet. É importante lembrar que existem outras marcas que produzem esse suplemento, como a Max Titanium, a Vitafor e a PowerFoods.

O importante para quem quer usar L-carnitina, é realizar uma pesquisa na internet até encontrar um produto que valha a pena comprar, ou seja, com um com custo-benefício.

Para finalizar, recomendamos que você sempre procure um profissional especializado para te orientar. Esse profissional pode ser um médico, um nutricionista ou um personal trainer. Ele pode analisar seu caso e verificar se você precisa mesmo tomar um suplemento de L-carnitina.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *