betacaroteno

Betacaroteno: O que é, para que serve, benefícios e como tomar

O betacaroteno será o assunto deste artigo. Encontrado em diversos alimentos como cenoura, batata-doce e abóbora, esse antioxidante é importante para a saúde humana.

Após terminar a leitura deste post, você saberá o que é, para que serve, os benefícios que ele proporciona a nossa saúde, alimentos ricos neste antioxidante e se é bom mesmo.

Se você está com pressa e não tem tempo para ler todo o post, leia o resumo no final desse artigo.

O que é

O betacaroteno é um antioxidante desempenha um papel muito importante na saúde. Após ser ingerido, o corpo transforma esse carotenoide em vitamina A. Ele é responsável pela coloração vermelha, amarela e laranja de algumas frutas e vegetais.

O nome do antioxidante é derivado da palavra latina para cenoura (CAROTA). O betacaroteno foi descoberto pelo cientista H. Wackenroder, que cristalizou a partir de cenouras em 1831.

cenoura betacaroteno
Cenouras são um alimento rico em betacaroteno

Para que serve e os benefícios à saúde

Antioxidantes como o betacaroteno servem para auxiliar o corpo a lutar contra os radicais livres. Há muitas evidências para apoiar a ingestão de antioxidantes, já que eles melhoram nossa saúde de várias maneiras. Entre os diversos benefícios que ele pode proporcionar à nossa saúde, podemos citar os seguintes:

  • Pode melhorar a função cognitiva

Em um estudo que envolveu mais de 4.000 homens durante um período de 18 anos, o consumo de betacaroteno por um longo período de tempo foi associado a uma desaceleração do declínio cognitivo. No entanto, nenhuma diferença significativa foi encontrada durante um período curto de consumo deste antioxidante.

  • Melhora a saúde da nossa pele

Tomar betacaroteno pode reduzir a sensibilidade ao sol para certas pessoas que possuem o transtorno sanguíneo protoporfiria eritropoiética (1). Outras pessoas com outros  tipos de doenças fotosensíveis também podem obter esse benefício.

O betacaroteno também pode reduzir o efeito de drogas fototóxicas (como a tetraciclinas, fenotiazinas, griseofulvina e dacarbazina). Outras pesquisas mostraram que ele também pode prevenir danos e contribuir para a manutenção da saúde e aparência da pele devido às suas propriedades antioxidantes.

No entanto, é preciso que mais estudos sobre o assunto sejam realizados para termos uma visão melhor sobre isso.

  • Pode contribuir para a saúde pulmonar

Um estudo recente envolvendo mais de 2.700 pessoas sugeriu que comer frutas e vegetais ricos em carotenóides, como betacaroteno, teve um efeito protetor contra o câncer de pulmão:

Em geral, os nossos resultados […] sugerem um efeito protetor dos antioxidantes selecionados contra câncer de pulmão[…]. Embora o tabagismo continue a ser o principal preditor do risco de câncer de pulmão, parece desejável, à luz desses achados, promover o consumo de frutas e vegetais ricos em carotenóides e vitamina C para reduzir o risco de câncer de pulmão entre fumantes e não fumantes.

Porém, os resultados das pesquisas sobre os benefícios do betacaroteno para quem fuma são mixos. O estudo citado logo acima sugere que esse antioxidante pode ajudar a previnir câncer de pulmão, mas este estudo, por outro lado, diz o oposto. Sob certas condições, o beta caroteno pode aumentar os riscos de fumantes desenvolverem câncer de pulmão.

  • Pode reduzir a degeneração macular

A degeneração macular relacionada à idade (DMRI) é uma doença que afeta a visão. De acordo com algumas pesquisas, tomar altas doses de betacaroteno em combinação com vitamina C, vitamina E, zinco e cobre podem reduzir o risco de DMRI avançada em 25%. Porém, os resultados das pesquisas são mixos. Segundo este estudo, “tomar suplementos de betacaroteno ou vitamina E não vai previnir ou retardar o desenvolvimento da DMRI“.

  • Pode previnir o risco de desenvolvimento de doença coronária

A produção de radicais livres pode favorecer o aparecimento de aterosclerose. Antioxidantes como o betacaroteno podem impedir parcialmente isso, por isso uma dieta rica em antioxidantes pode ser uma ferramenta útil na prevenção da doença arterial coronariana.

O benefício relatado em alguns estudos observacionais pode estar relacionado ao consumo de alimentos ricos em betacaroteno em vez da [suplementação], pois os alimentos ricos […] geralmente são ricos também em outras vitaminas e micronutrientes antioxidantes […]. Assim, uma recomendação razoável para a prevenção de doença coronária para a população em geral é consumir uma dieta equilibrada com ênfase em frutas e vegetais antioxidantes e grãos integrais (TAVANI, LA VECCHIA, 1999).

Com base nestes estudos (e outros não citados neste artigo, mas consultados), o betacaroteno é um antioxidante que serve para previnir o risco de desenvolvimento de câncer, de doença coronária (aterosclerose coronariana). Além disso, ele também melhora a saúde dos nossos olhos e da nossa pele.

Alimentos ricos em betacaroteno

O betacaroteno é encontrado principalmente em frutas e vegetais com cor vermelha, laranja ou amarelo. No entanto, vegetais de folhas escuras e vegetais verdes,  também contêm uma boa quantidade deste antioxidante.

Alguns estudos mostraram que quantidades mais elevadas de betacaroteno são encontradas em formas cozidas de frutas e vegetais em comparação com as crus. Como o betacaroteno converte-se na vitamina A lipossolúvel, é importante consumir esse nutriente com alguma gordura para melhorar absorção.

Os alimentos com betacaroteno em abundância que você pode e deve consumir são:

  • cenouras
  • batatas doces
  • verduras de folhas escuras, como couve e espinafre
  • alface romana
  • abóbora
  • cantalupo
  • pimentas vermelhas e amarelas
  • damascos
  • ervilhas
  • brócolis

Ele também pode ser encontrado em ervas e especiarias, tais como:

  • paprika
  • pimenta-caiena
  • pimenta
  • salsinha
  • coentro
  • manjerona
  • sábio
  • coentro

Lembre-se de comer essas frutas, vegetais e especiarias junto com uma gordura saudável como a do azeite, abacate, nozes e sementes. A gordura ajuda o nosso corpo a absorver melhor certos nutrientes como este que estamos falando.

Dosagem & como tomar

Não existe uma dose diária recomendada por orgãos brasileiros ou estrangeiros para esse micronutriente.  Como não há uma dosagem estipulada por orgãos de saúde, vamos usar as doses recomendadas pela Mayo Clinic, uma das clínicas mais conceituadas dos Estados Unidos.

De acordo com a Mayo Clinic, as doses diárias recomendadas de betacaroteno são as seguintes:

  • Adultos e adolescentes: 6 a 15 mg por dia.
  • Crianças: 3 a 6 mg por dia.

Ele também pode ser usado para tratar ou prevenir uma reação ao sol em pacientes com protoporfiria eritropoiética. Neste caso, a dose recomendada é:

  • Adultos e adolescentes: 30 a 300 mg por dia.
  • Crianças: 30 a 150 mg por dia.

Para tratar ou prevenir uma reação ao sol em pacientes com erupção de luz polimorfa, a dosagem recomendada é:

  • Adultos e adolescentes: 75 a 180 mg por dia.
  • Crianças: 30 a 150 mg por dia.

Lembre-se: Antes de considerar a suplementação, sempre fale com seu médico sobre suas necessidades individuais e quaisquer riscos envolvidos. Certos medicamentos, seu estilo de vida, entre outros fatores, podem influenciar a dosagem e as necessidades nutricionais.

Efeitos colaterais

Suplementar sua dieta com betacaroteno pode aumentar o risco de câncer de pulmão em fumantes e pessoas com asbestose. Uma revisão de estudos publicados nas últimas três décadas envolvendo 109.394 indivíduos revelou que a suplementação de betacaroteno aumentou significativamente o risco de câncer de pulmão em fumantes. O risco de desenvolver câncer de pulmão foi maior entre os fumantes que tomaram multivitamínicos que continham betacaroteno.

Quatro estudos com 109.394 pessoas estavam disponíveis para análise. A dose diária média de betacaroteno nestes estudos variou de 20 a 30 mg por dia. Entre os fumantes, a suplementação foi associada a um risco maior de câncer de pulmão. Entre os ex-fumantes, não houve aumento significativo observado.

Esta revisão contrasta com os resultados de um estudo de 1996. O estudo descobriu que tomar 50 mg de betacaroteno a cada dois dias durante 12 anos não produziu aumento na incidência de câncer de pulmão nos 22 mil homens envolvidos no estudo. Esses homens eram fumantes ou ex-fumantes.

[…] não houve diferenças significativas no número de casos de câncer de pulmão (82 no grupo betacaroteno versus 88 no grupo placebo); [n]o número de mortes por câncer (386 vs. 380), óbitos por qualquer causa (979 vs. 968) ou óbitos por doença cardiovascular (338 vs 313)

Ou seja, o betacaroteno pode ou não causar danos à saúde de fumantes (dependendo de qual estudo você quer confiar). Se é fumante, evite tomar suplementos de betacaroteno ou multivitamínicos  que possam conter esse antioxidante. Porém, obter betacaroteno através da alimentação mostrou-se seguro e, na verdade, diminui o risco de câncer e também a doença cardíaca.

Se você não é fumante ou não possui asbestose, você pode tomar suplementos que possam conter betacaroteno sem problemas.

Resumo

  • o betacaroteno é um antioxidante carotenóide
  • Serve para diminuir ou previnir riscos de desenvolvermos câncer de pulmão e doença coronária
  • Ele melhora a saúde da pele e dos nossos olhos
  • É um antioxidante encontrado principalmente em cenouras e batatas
  • É seguro para o consumo
  • Em fumantes, tomá-lo em suplementos pode aumentar os riscos do desenvolvimento de câncer de pulmão

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *