Disfunção erétil: O que é, principais causas e as alternativas de tratamento

A disfunção erétil, também conhecida como impotência sexual, afeta a autoestima de muitos homens espalhados pelo mundo. Neste contexto, surgem diversas dúvidas e várias promessas que dizem ser a solução eficaz para os problemas de ereção masculina. Neste artigo, iremos trazer algumas informações importante que você precisa saber sobre o assunto!

Ereção do pênis: como funciona?

A ereção do pênis é a consequência natural e espontânea por diversos estímulos, que podem ser estimuladas através da visão, toque, fala, cheiro e pensamentos. A excitação mental causada, libera sinais bioelétricos e neurais do cérebro, descendo pela coluna vertebral e sendo direcionados para a região genital.

Esses sinais enviados pelo cérebro, causa o relaxamento da musculatura lisa dos dois corpos cavernosos, que compõe o pênis, assim enchendo de sangue dentro deles. Os corpos cavernosos mantêm o sangue na região através da excitação mental, inchando em volume e fazendo que o pênis fique na posição rígida e ereta.

Para uma forma mais didática, o mecanismo psicofísico da ereção poderia ser descrito da seguinte forma:

  1. A excitação mental causa a liberação dos sinais neurais.
  2. Os sinais descem através da coluna vertebral e chega na região genital.
  3. Esses sinais causados pela excitação mental inicial, aumenta o fluxo sanguíneo nos corpos cavernosos do pênis.
  4. O pênis, por sua vez, retém o sangue e incha, formando uma ereção.

O que é disfunção erétil?

A disfunção erétil (impotência sexual) consiste na dificuldade de obter ou manter uma ereção do pênis durante o coito, tornando-se impossível realizar a penetração vaginal. É um problema íntimo comum que, segundo estimativas de andrologistas e urologistas, afeta mais de 3 milhões de brasileiros de todas as idades, tanto jovens de 20 anos quanto aos 60 anos ou mais.

A disfunção erétil não deve ser confundida com a ejaculação precoce (ejacular muito rapidamente), que é um distúrbio sexual igualmente difundido, porém é muito diferente da disfunção erétil.

Principais causas

Existem várias possíveis causas da dificuldade em obter uma ereção do pênis durante a relação sexual, ou mantê-la por tempo suficientemente longo para alcançar a satisfação sexual para ambos envolvidos. Confira as principais causas da disfunção erétil:

Causas de origem físico-orgânica

As causas de origem físico-orgânica são aquelas que estão relacionadas a problemas físicos ou de saúde, elas afetam negativamente o mecanismo da ereção sexual. Os problemas vasculares, cardíacos, circulação sanguínea, respiratórios e inflamação da próstata são alguns exemplos das possíveis causas.

A ingestão de drogas, álcool e antidepressivos também pode causar a dificuldade da ereção, como um efeito colateral dessas substâncias.

Causas de origem metal e psicológica

As causas de origem mental e psicológica, muitas vezes chamadas de “bloqueios mentais”, são as mais difundidas e ao mesmo tempo são que mais causam preocupação entre os homens.

As causas mais comuns da disfunção erétil são, de fato:

  • A ansiedade de obter um bom desempenho sexual;
  • O medo de não saber satisfazer a parceira;
  • Baixo autoestima sexual;
  • Preocupação de não manter ou conseguir uma ereção do pênis porque já teve problemas no passado;
  • Ansiedade que causa uma tensão mental e impede o cérebro de enviar os sinais corretos e necessários para uma boa ereção.

Por essas, e outras razões, muitos homens sofrem com a dificuldade apenas quando estão com seus parceiros ou apenas com um parceiro específico, mais não na solidão. Se alguém não é sexualmente seguro, torna-se difícil ou impossível sentir-se fortemente excitado.

Medicamentos para disfunção erétil

Os tratamentos farmacológicos mais comuns são aqueles baseados em drogas que inibem a enzima fosfodiesterase PDE5. Alguns remédios, como o Viagra, Cialis, Levitra e Spedra são os medicamentos mais comuns nesta categoria. São adequados, entretanto, para idosos com dificuldades de ereção, de origem orgânica, devido à enzima fosfodiesterase tipo 5.

Essa enzima impede o relaxamento da musculatura lisa no corpo cavernoso do pênis. Depois de tomar a pílula, a droga age bloqueando a função dessa enzima por algumas horas, possibilitando uma ereção normal, mas somente se o indivíduo estiver psicologicamente excitado.

Essas drogas são eficazes em alguns casos específicos e não em todos os casos. Isso pelas seguintes razões:

  • Elas não causam uma ereção automática e segura (isto é apenas um mito).
  • Elas não vão funcionar, de forma alguma, se o homem estiver inseguro ou ansioso durante a relação sexual.
  • Elas também causam efeitos colaterais graves.
  • A droga não é uma cura real que elimina para sempre a raiz da disfunção erétil. Deve ser um medicamento auxiliar que pode ser tomado antes da relação sexual.
  • O uso prolongado leva rapidamente a uma espécie de dependência psicológica da droga, criando insegurança sexual, baixa autoestima, ansiedade e outros problemas de ereção.

Alternativas naturais para ereção

Há diversos alimentos e substâncias que são conhecidas como Viagra natural. Elas possuem propriedades afrodisíacas capazes de aumentar a libido, testosterona e capacidade de vasodilatação. A lista dos conhecidos como Viagra natural inclui:

  • Frutos do mar
  • Café
  • Chocolate
  • Gengibre
  • Ginseng
  • Alho
  • Cravo
  • Melancia
  • Marupuama
  • Ginkgo Biloba
  • Maca peruana
  • Tribulus terrestris
  • Suplementos de zinco
  • Suplementos de óxido nítrico
  • L-taurina
  • L-arginina
  • L-citrulina
  • Amendoim

Existe também, vários suplementos, conhecidos como Viagra natural que podem ser encontrados através da internet. Os mais procurados e vendidos são:

Xtrasize: Ele é um suplemento que serve para estimular a circulação sanguínea e aumentar o nível de testosterona.

Super tribulus: É um suplemento feito a base de tribulus terrestris, uma planta rica em saponinas, que atua como uma espécie de esteroide. Os suplementos de tribulus terrestris é muito utilizado por aqueles, que querem, aumentar os níveis de testosterona e massa muscular.

Como melhorar a ereção masculina

Alguns problemas de ereção podem ser causados por problemas orgânicos que somente um médico pode avaliar e diagnosticar. Neste caso, um médico andrologista ou o urologista pode fazer o diagnostico corretamente.

No entanto, deve-se dizer que, na maioria dos casos, os problemas de disfunção erétil são decorrentes a inseguranças e estado de ansiedade no momento da relação sexual. Alguns outros fatores também podem estar afetando e limitando a capacidade da ereção masculina.

Abaixo você encontrará uma lista de dicas úteis que pode melhorar o mecanismo psicofísico da ereção:

  • Ter uma boa alimentação equilibrada;
  • Evitar alimentos industriais;
  • Evite alimentos com excesso de açúcar e sal;
  • Coma bastante frutas e verduras todos os dias;
  • Consuma alimentos ricos em vitamina C, vitamina E, ômega 3, eles melhoram a circulação sanguínea;
  • Equilibrar o consumo de carboidratos, proteínas e gorduras em sua dieta;
  • Beba bastante água, pelo menos 2 litros por dia para aumentar o fluxo sanguíneo e circulação;
  • Evite o consumo de bebidas alcóolicas;
  • Evite drogas (causam distúrbios hormonais, neurológicos, psicológicos e problemas eréteis);
  • Pratique atividades físicas regularmente.

A prática de atividade física regularmente traz diversos benefícios. Pois, além de potencializar todo o sistema cardíaco, respiratório e circulatório, aumenta a produção de testosterona se realizada em modo anaeróbico. Todos esses fatores favorecem a parte física do mecanismo de ereção peniana.

A mente também desempenha um papel fundamental nessa hora, é importante manter a autoestima sexual e confiança.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *